sexta-feira, 22 de maio de 2009

Dia da espiga no Alentejo

Hoje, dia 21 de Maio de 2009, quinta – feira da Ascensão, os alunos da escola da Raposeira e o Maré foram reviver a tradição do Dia da Espiga. Fomos para o campo.
No campo, nós colhemos espigas de trigo. O trigo é pão, para que não falte alimento na nossa casa. Depois colhemos papoilas que simbolizam a alegria, a vida, a saúde. Depois apanhámos malmequeres brancos e amarelos que simbolizam o dinheiro. Por fim, colhemos um raminho de oliveira que simboliza o azeite, a luz, a paz. Cada uma destas plantas tem um significado especial.
Também vimos ovelhinhas...
patos...
e pintainhos.
Depois fomos passar a ribeira e a Bruna Soraia levou o Maré.
Quando chegámos ao outro lado sentámo-nos debaixo de uma oliveira e lanchámos.
O Maré ficou a guardar os raminhos enquanto nós lanchámos.
Ao chegarmos à escola as professoras fizeram um raminho para nós levarmos para casa.
Os raminhos são para dar sorte. Guardamos o ramo atrás da porta, até ao ano que vem, para que ao longo do ano, não falte na nossa casa: alimentos, alegria e saúde, dinheiro e paz.
Era assim que faziam os nossos avós.
Depois ainda pintámos uma ficha sobre este dia.
Eu gostei muito do passeio do dia da espiga!

David Sardinha,
Marta Moura,
Ruben Jesus
e Carolina Vinagre
3 º ano

1 comentário:

EB1 do Serrado disse...

Que felizes são estes meninos e meninas...
Nós aqui em Buarcos não fomos para o campo porque o campo fica cada vez mais longe da nossa escola.
Ainda bem que o Maré está convosco!
Será que ele nos vai trazer um raminho para nos dar sorte?
Beijinhos e até breve.